O conselho que Elon Musk recebeu

Envolvido em polêmicas no ano passado, que lhe custaram inclusive o cargo de presidente do conselho da Tesla, o bilionário Elon Musk já deu declarações sobre sua relação nada saudável com o trabalho. Os depoimentos mais impactantes foram dados em uma entrevista ao jornal The New York Times em agosto de 2018, na qual o empresário relatou uma rotina que envolvia remédios para dormir e pelo menos 120 horas de trabalho por semana.

Tão bem-sucedido quando Musk, o bilionário britânico Richard Branson relembrou, em uma entrevista ao site CNBC, que a vida não pode girar em torno dos dólares. E deixou um conselho simples de uma palavra para o CEO da Tesladelegar.

“Acho que ele talvez precise aprender a arte da delegação”, afirmou Branson. “Ele tem que encontrar tempo para si mesmo, para sua saúde e para sua família. Ele é uma pessoa maravilhosamente criativa, mas não deveria estar dormindo tão pouco”, completou.

Para aliviar a rotina extenuante descrita por Musk, o caminho seria “encontrar uma equipe fantástica de pessoas ao seu redor” e, sobretudo, aprender a delegar tarefas. Pesquisas apontam que o excesso de trabalho pode prejudicar não apenas as perspectivas de carreira, como também a saúde – e, portanto, dividir as responsabilidades com outros membros da equipe é fundamental para ter uma vida profissional equilibrada. Abrir mão do controle nem sempre é fácil, mas certamente trará benefícios.

Branson afirmou que já teve uma conversa com Musk sobre o assunto, em uma espécie de “conselho paterno” ao jovem empresário. Além disso, o bilionário teria dito, segundo a CNBC, que postagens no Twitter às 3 horas da manhã são uma ideia bastante perigosa – uma referência clara à polêmica envolvendo uma publicação na qual Musk levantou a possibilidade de fechar o capital da Tesla.

O post agitou o mercado de ações, confundiu investidores e, embora tenha rendido US$ 1,4 bilhão ao empresário no primeiro momento, resultou em uma investigação pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) e na substituição de Musk por Robyn Denholm como presidente do conselho da empresa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *